Delegação de Madeira

Últimas notícias Pedrógão Grande instala Teleassistência Domiciliária da Cruz Vermelha para idosos
Pedrógão Grande instala Teleassistência Domiciliária da Cruz Vermelha para idosos
Terça, 12 Setembro 2017 09:49
ta   

Através da Cruz Vermelha Portuguesa, o município de Pedrógão Grande está a instalar um Serviço de Teleassistência Domiciliária para a população mais idosa e isolada deste concelho.

Segundo esta autarquia "O serviço é uma resposta social que pretende assegurar melhor qualidade de vida a todos os munícipes que, independentemente da idade, vivam isolados, tenham mobilidade reduzida, passem grande parte do dia ou noite sozinhos, ou se encontrem numa situação de fragilidade social ou emocional após o incêndio de 17 de Junho de 2017".

Tendo em conta o Plano de Acção e na sequência das visitas técnicas da Cruz Vermelha, foram já entregues e instalados 13 equipamentos, prevendo-se a instalação de mais 15 até ao final deste mês.

Esta parceria tem como objectivo instalar e activar mais equipamentos, de forma gradual, devido às distâncias geográficas e porque alguma da população identificada aguarda opinião de familiares.

O acordo prevê que a equipa de apoio social e teleassistência da delegação de Coimbra da Cruz Vermelha Portuguesa, acompanhada da GNR, se desloque semanalmente às freguesias daquele concelho para visitas e instalação de equipamentos.

O Serviço de Teleassistência Domiciliária da Cruz Vermelha é um sistema de segurança que funciona 24 horas por dia/365 dias por ano. Através de uma central receptora de alarmes e mediante a situação, este serviço encaminha a solicitação para a entidade competente, seja bombeiros, INEM, PSP, Centro de Saúde ou mesmo familiares.

Para isto, basta o utilizador carregar no botão de alarme para entrar em contacto com uma operadora e, caso não consiga falar, será accionada imediatamente a rede de apoio, que é constituída por familiares, instituições ou pessoas de confiança.

O equipamento e instalação estão a ser feitos gratuitamente durante um ano, tendo para isso a Cruz Vermelha Portuguesa disponibilizado 100 aparelhos para a região.